Ópio

Há uma discussão um tanto quanto longa nos grupos Otakus. Ela se baseia unicamente na adoração ou ódio pelas idols tão representadas nos animes e que fazem muito sucesso no Japão.

A discussão geralmente é causada após um grupo, indignado, ver que um anime de idols ( como Love Live) , vendeu absurdamente a mais que um outro anime, que mesmo sendo mais bem elaborado e de um conteúdo muito mais “sério”, não vendeu nada se comparado ao das garotas.

Particularmente, eu não gosto de animes com idols, nem mesmo o tão bem falado Love Live funcionou comigo, mas não é a minha opinião que será levada em destaque nesse post, e sim, uma análise do “mundo idol” na comunidade Otaku, não só brasileira mas também mundial.

Mas porquê o ópio dos Otakus?

Ópio, é uma bem conhecida droga da qual foi motivo de guerra no passado e provoca euforia, seguida de um sono onírico; o uso repetido conduz ao hábito, à dependência química, e a seguir a uma decadência física e intelectual, uma vez que é efetivamente um veneno estupefaciente.

Antigamente as pessoas o usavam muito para aguentar grandes períodos de trabalho e era algo que deixava as pessoas alienadas.

Essa frase em si é uma referência que fiz a uma tão conhecida frase que geralmente é atribuída ao filósofo alemão Karl Marx, do qual fala sobre a religião ser o ópio do povo : “A religião é o suspiro do oprimido, o coração de um mundo insensível, a alma de situações desalmadas. É o ópio do povo. A abolição da religião enquanto felicidade ilusória dos homens é a exigência da sua felicidade real” (Karl Marx, Collected Papers, 1844).

Deixo claro que não quero sair chamando os fans de idols de alienados ou algo assim, porém dependendo do seu ponto de vista e tendo em mente uma parcela do público, essa frase se torna válida.

Esse post é diferente dos demais feitos por mim anteriormente. Ele é trabalhado unicamente para haver um debate sobre o assunto e ver como é tratado esse tema no mundo dos animes.

Todos nós sabemos que culturalmente o Japão tem consumidores com fortes interesses em garotas fofinhas, dançantes e que cantam, além de toda a idolatria por bandas POPs que fazem parte da realidade.

Porém vale tentar entender se são apenas garotas fofinhas que compõem um anime de idols (na maioria das vezes são garotas, por isso estou usando o feminino nesse post, não se incomode com isso) e que dançam e cantam por ai.

Na maioria dos casos esse triste fato é confirmado, mas os mais vendidos tem fatores que ultrapassam o preconceito, principalmente ocidental, em cima desses animes.

Animes como Love Live, contem um desenvolvimento de personagem interessante, personagens carismáticos (algo essencial em anime de idols) e uma boa animação.

Como eu não vi, não posso opinar com tanta veemência, mas já li diversas opiniões de pessoas mais bem informadas para falar do assunto e assim sei que o anime contem um lado diferente e que ultrapassa o já muito repetido clichê.

Mas mesmo que animes como Love Live façam “o preconceito bater nos ienes e voltar”, as críticas ácidas a esse tema sempre irão continuar.

Em grande parte isso é devido a aparência infantil e bobinha da história, aquelas que te fazem dar uma vergonhazinha por estar vendo e que muitas vezes é acentuada pelas atitudes extremamente escandalosas e alienadas de uma certa parcela de fans.

Puxando agora para o lado pessoal, eu não sou a favor de qualquer tipo de idolatria e sempre digo que não sou fan de nada (sendo assim, não tenho ídolos). Isso faz parte da minha educação e por isso tenho aversão a esse tipo de anime, mesmo que ele possa conter ou não uma boa história por traz e que só será revelada mais tarde.

Porem prezo que haja respeito entre os fans e os não simpatizantes desse tipo de anime na comunidade Otaku, creio eu que apenas conseguiremos nos entender melhor em temas como esse a partir do momento em que as pessoas começarem a respeitar e a ouvir a opinião dos outros.

Mas e a indústria, ela sobreviverá por mais algum tempo?
Essa resposta é basicamente refletida nas grandes vendas conquistadas até hoje por franquias que já estão a tempo no mercado.

Por isso, vejo que o futuro das idols por mais que como o de toda a indústria de anime seja incerto, deve durar por mais um bom tempo, e intensificada caso haja a chegada de novas impactantes séries como Macross e Love Live.

O post ficou simplório como podem perceber, isso é devido principalmente a minha falte de afinidade com o gênero, porém consultando outra pessoa que no caso gosta desse tipo de anime, vejo que esse meu texto não ficou tão ruim assim. Como já disse, o objetivo é causar discussões SAUDÁVEIS sobre o assunto.

Então, e ai? O que você pensa sobre o assunto? Tem alguma afinidade com esse tipo de anime ou não? Se sim, quais são as razões de você indica-lo a alguém? Mostre o lado bom e quebre as barreiras do preconceito!
Deixe seu comentário, vai ser muito bom ler a sua opinião!

comentarios

Curta nossa página no Facebook : Nome Temporário

Siga nosso Twitter : @NomeTemporario2

Anúncios