Meu primeiro post nessa temporada que está bem abaixo do que se espera da temporada de outubro. O bom é que com isso coloco a lista dos animes em dia. Mas voltando aqui, poucos animes me chamaram a atenção e os que chamaram o Arthur já comentou sobre (incluindo o anime de Mahou Shoujo que eu mesmo recomendei).

Um dos animes que me chamou a atenção e ainda não comentamos nada sobre foi Keijo, o anime de lutas com peitos e bundas, que gerou certo interesse por ter uma proposta “diferente” no mínimo. Eu geralmente evito comentar animes ecchis, a menos que ele mostre algo além de apenas fanservice, coisa que Keijo conseguiu fazer nesse primeiro episódio, que foi ótimo por sinal.

O maior problema não é fazer animes com ecchi, e sim ele não apresentar nada além de fanservice. Um exemplo recente é Shokugeki no Souma que tem o fanservice apenas como um extra, coisa que todos os animes ecchis deveriam ter.

Keijo consegue exatamente isso em sua estreia, ele consegue deixar o fanservice como algo secundário.

Primeiros nós somos apresentados a uma protagonista bem fácil de simpatizar e o esporte que irá ser o fundo de toda a série. A maneira como apresentaram o esporte foi muito boa também. Eles começam com uma partida preliminar para entrar em um colégio que forma atleta profissionais nesse esporte. A partida consegue impactar, apesar de não esbanjar na animação.

O diretor acertou a mão nesse episódio, ele fez um bom trabalho na luta e virou bem com os recursos limitados que tem, dado a esse estúdio não ser dos mais competentes. A decisão de pular o primeiro arco inteiro foi acertada também, nada de grandioso parece ter sido perdido e em troca tivemos uma boa apresentação da série e do que o anime nos reserva.

O fanservice está ali obviamente, mas a luta empolga e diverte tanto, que você ignora o fanservice e o vê como algo secundário que deve ser.

Pra concluir, espero que o nível desse primeiro episódio se mantenha e recomendo a dar uma olhada se não tiver problemas com fanservice, porque apesar de ser algo secundário, ele ainda existe.

Nota do episódio: 4/5

comentarios

Curta nossa página no Facebook : Nome Temporário

Siga nosso Twitter : @NomeTemporario2

Anúncios