Quem costuma ler minhas análises ou tem uma boa percepção (por mais que seja muito óbvio) sabe que eu tenho certa obsessão por histórias com romance, independente se esse seja o foco principal ou o “algo a mais” no plot.

Porém para pessoas como eu, o mundo de animes e afins vive nos dando falsas esperanças com histórias que poderiam formar um casal, criar um desenvolvimento, mas não o fazem.

Antes de mais nada quero deixar claro que o “romance” citado e analisado durante esse texto condiz com o relacionamento entre pessoas e não o gênero literário.

Primeiramente vamos começar com algo que pode ser fútil mas que sempre é bom falar quando se trata de alguém que aprecie esse tipo de obra: Você ler e gostar de histórias que misturam um drama, sentimentos e romance não te faz, independente do final que você preze (seja ele feliz ou dramático), alguém romântico.

Digo isso para não haver confusões em uma análise sobre a importância do mesmo em uma trama, sabendo-se assim de começo criar uma visão mais critica e realista da situação, sem ter que desse modo apegar-se a clichês ou superficialidades. Já que para pegar de exemplo, eu sou alguém que não é nada romântico, até frio demais em alguns momentos.

-> Fizemos um Top Clichês. Confira! ->Top 10 Clichês em Animes<-

Após a devida introdução vamos direto ao assunto:

O romance, ou melhor, os sentimentos são algo presentes em nosso dia a dia (independente de qual for) e por isso uma obra que saiba trabalhar com isso consegue se aproximar mais com nosso intimo e criar um vinculo maior conosco. Porém muitas vezes os animes não prestam tanta atenção nisso, tendo assim histórias enormes que nada se importam com a temática e ficam na mesmice de sempre, os tornando muitas vezes algo muito superficial e o dito “comercial”.

Algo que não pode ser deixado de lado é o público do qual essas obras se voltam, tendo assim em muitos casos, muito mais uma brecha para algo que volta e meia apresenta um drama e o conhecido “poder da amizade. Então para aqueles que esperam ver algo como um desenvolvimento de um casal, não é muito recomendável se começar por um Naruto da vida, já que lá a unica coisa que se aproxima disso é bem… o excessivo poder da amizade por assim dizer.

Mas e então, por onde começar?

Resultado de imagem para sword art online

Essa é uma pergunta difícil para falar a verdade. Lembro-me da primeira vez que vi um anime de romance, no caso foi o conhecidíssimo Sword Art Online (SAO para os íntimos), que por sua vez misturava uma ação, aventura e para minha surpresa…Tãdããã um romance!

Meu espanto foi bem explicável, dado ao fato de que muitas obras do tipo adorarem fazer apenas uma enrolação ou não ter absolutamente nada a não ser pancadaria. Já SAO não, para minha extrema alegria em menos de 10 episódios já tínhamos um casal com um decente desenvolvimento, beijo e mais um pouco!…

Contudo, Sword Art Online não pode ser o melhor exemplo a se dar quando se trata de romance, isso já é um fato mesmo apenas tendo o visto. Com isso a minha jornada incessante em busca de uma outra obra que tivesse uma formação de casal que me anima-se, pelo menos no inicio, como SAO começou.

Nesse momento é que eu me deparei no maior problema. Eu tinha poucas informações e métodos de encontrar outros animes (já que era um dos primeiros que eu via) e ainda me deparava com enormes clichês que se apresentavam como “românticos” tal como os inúmeros ecchis tipo DxD e To Love-ru.

Após isso eu acabava tendo que me contentar com pouco (ou nada se preferir) e na sorte de achar algo no minimo interessante uma hora ou outra. Para falar a verdade ainda sofro com isso, por mais que melhorei e muito o meu conhecimento sobre títulos se comparado àquela época.

Depois de tanto tempo acabei percebendo que o mundo dos mangás parece dar mais destaque ao fato e com isso fiquei lendo mangás um atras do outro, por mais que a maioria não seja digna de recomendação.

E nesses momentos esclareci a mim mesmo uma dúvida crucial: O tipo de romance do qual eu preferia. Que para minha surpresa era os com menos ecchi que tinha.

Ok, mas qual o fator decisivo da aplicação ou não do romance na trama?

Resultado de imagem para anime romance

Como trabalhei aos poucos (misturando fatos pessoais como exemplo e informações) nesse texto, podemos ter em vista que não existe bem um tipo definitivo de o que é romance e como ele deve se comportar. Sendo assim temos diversas variações, por mais que eu considere “românticas” mais aquelas (ou apenas essas) que contém uma real tentativa de desenvolvimento do casal e não apenas fanservice e apelação.

O gosto da pessoa muito implica nisso, como exemplifiquei na descoberta de qual tipo eu preferia. Mas além do fator pessoal, temos que entender que o seu uso deve ser analisado com um forte olhar critico como qualquer outra coisa da qual cria-se opinião a respeito.

O fator decisivo é complexo demais para se falar, porém podemos trabalhar com a forma em que esse desenvolvimento ocorre, se ele apela ou não para clichês e se ele se mantém consistente do inicio ao fim. Vale dizer que há casos onde a obra tem que terminar de forma abrupta devido as baixas vendas ou algo do gênero, então deve se levar tudo em conta antes de julgar a tacada final do(a) autor(a).

Obras que não contém romance podem ter explicações em sua defesa, como por exemplo o público alvo e sua temática (por mais que eu pense que de para encaixar romance na obra independente de sua temática). Já há outros casos onde é mais pela falha de quem criou ou dirigiu a obra.

Quando cito isso me vem a mente o anime Tales of Zestiria the X, do qual é uma adaptação de jogo. Na original (ou seja, o jogo) nada ocorre em relação a romance, porém ao menos na adaptação o diretor podia ter feito algo já que tudo contribuía a seu favor, contudo não saímos da mesmice e isso decepcionou, já que no jogo (que por sinal é muito divertido) estamos mais preocupados com nossa jogatina, mas ao assistir uma história queremos que tudo o que esteja ao alcance aconteça.

Relacionado a Tales of Zestiria:

->Primeiras Impressões: Tales of Zestiria (Game)

->Primeiras Impressões do Anime

->Quartas Impressões do Anime

->Impressões do 1 ao 10 do Anime

->Anunciado Segunda Temporada do Anime

 

Seguindo por falhas atras de falhas, e também temos que dizer, por acertos, os animes e mangás vem enfrentando duros desafios quando se trata de desprender-se da mesmice e saber agradar também aqueles que estão em busca de obras mais sólidas, e por sua vez consistentes.

E para você, o que é essencial em um romance?

O que você desconsidera?

Deixe sua opinião a respeito 🙂

Autor: @Arthurcs10

comentarios

Curta nossa página no Facebook : Nome Temporário

Siga nosso Twitter : @NomeTemporario2

 

Anúncios